De olho nas melhorias da saúde do Estado, o Hospital Regional Emília Câmara (HREC), de Afogados da Ingazeira, recebeu a visita da representantes do governo do Estado, Dra. Paula Lyra, coordenadora de pediatria, e Dra. Ozanil Araújo, coordenadora da política de terapia intensiva pediátrica e neonatal.

A visita teve como foco os leitos de UTI pediátrica do HREC, que foram criados para auxiliar no enfrentamento da sazonalidade respiratória, que, após promessa do Governo de Pernambuco, podem permanecer fixos para a população de Afogados da Ingazeira e regiões vizinhas.

Com foco no Transtorno do Espectro Autista (TEA), o Hospital Regional Emília Câmara (HREC), de Afogados da Ingazeira, recebeu um convite especial para participar de um encontro promovido pela Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Afogados da Ingazeira (APAAAI), nesta quinta-feira (18).

O momento foi marcado por palestras voltadas para políticas de inclusão, com especialistas no assunto, e o HREC foi representado por duas colaboradoras que auxiliam a unidade nesse trabalho de inclusão e acolhimento: a auxiliar de faturamento, Rebeca Amorim, que é autista, e a técnica de enfermagem, Maria Gilmaria Araújo, que é mãe atípica.

Abordando a política de inclusão do HREC, Rebeca destacou a importância do acolhimento recebido na unidade para a sua jornada no mercado de trabalho. "Eu sofri bastante dentro do mercado de trabalho, mas em determinado momento, eu posso dizer que Deus abriu uma porta para o Hospital Emília Câmara. Por experiência própria, aquele lugar, de fato, trabalha a inclusão. Ali se fala, sim, sobre inclusão, mas, mais que isso, ali se faz a inclusão. Hoje eu posso dizer que eu amo o meu trabalho, amo o que eu faço e amo as pessoas com a qual trabalho. No Hospital Emília Câmara eu me sinto acolhida", celebrou.

Para finalizar, Maria Gilmaria também aproveitou a oportunidade e apontou as dificuldades encontradas sendo uma mãe atípica, hoje, de um adolescente de 14 anos. Ela também destacou as políticas de conscientização e melhorias que o HREC vai realizar, com o objetivo de melhor atender os autistas. "Hoje eu tenho a felicidade de trabalhar em um lugar que visa respeitar os direitos humanos, que busca acolher e oferecer um atendimento humanizado para o autista", finalizou.

Confira as alterações que já estão sendo realizadas no Hospital Regional Emília Câmara:

✔️ Vagas especiais no estacionamento;
✔️ Atendimento prioritário para o autista;
✔️ Atendimento humanizado, com o uso de figuras a fim de melhorar a comunicação com o paciente;
✔️ Histórias lúdicas para ilustrar o atendimento.

Como medida de enfrentamento à sazonalidade respiratória, em todo o Estado, os Hospitais Eduardo Campos (HEC), em Serra Talhada, Regional Emília Câmara (HREC), em Afogados da Ingazeira, e João Murilo de Oliveira (HJMO), em Vitória de Santo Antão, passam a ofertar novos leitos de UTI e enfermaria pediátricas. Os leitos já ficaram disponíveis para a população essa semana.

“A gente vem enfrentando um período sazonal com mais de 300 atendimentos por dia. Há uma média de 80 crianças com problemas respiratórios, dengue e chikungunya. Alguns casos acabam agravando e exigindo um suporte de terapia intensiva, que agora nossa unidade dispõe para assistir aos pacientes da nossa região”, destaca Flávio Almeida, gestor administrativo financeiro do HREC.

Ao todo, estão sendo disponibilizados 34 novos leitos pediátricos, sendo 20 de UTI e 14 enfermarias. “No HEC, serão dez novo leitos de UTI e quatro de clínica médica, com essa ampliação, teremos 20 leitos de UTI pediátrica e 14 leitos de clínica médica. Atualmente, todos os leitos de clínica médica estão ocupados e a UTI está com 70% de taxa de ocupação”, completa Patrícia Queiroz, gestora da unidade de Serra Talhada.

Todos esses leitos já fazem parte do sistema de Regulação Estadual e estão aptos para receber pacientes que necessitam de um tratamento especializado. “O Estado está agindo preventivamente para evitar um grande caos nos serviços de saúde, pois sabemos que nesse período do ano há um aumento significativo nos atendimentos de pediatria. Esses leitos estão chegando com um incremento de profissionais, tendo como consequência emergências mais equipadas e também mais qualificadas”, finaliza Roberta Câmara, coordenadora geral do Hospital João Murilo de Oliveira.

                                                              

Confira as ampliações:

HEC – 10 leitos de UTI/04 leitos de enfermaria pediátricos

HREC – 10 leitos de UTI pediátricos

HJMO – 10 leitos de enfermaria pediátricos

Nos dias 12, 13 e 14 deste mês, no Hospital Regional Emília Câmara (HREC), em Afogados da Ingazeira, foram realizados treinamentos com as equipes que assumirão a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Assédio(CIPAA), na gestão 2024/2025. Essas sessões de capacitação abordaram uma série de temas essenciais para a promoção de um ambiente de trabalho seguro e saudável, incluindo: noções básicas sobre acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, metodologias para investigação e análise desses incidentes, avaliação das condições e do ambiente laboral, princípios de higiene no trabalho e estratégias para prevenção de riscos. Além disso, foram discutidas as normativas da legislação trabalhista, práticas para inclusão de pessoas com deficiência e reabilitadas no ambiente de trabalho, e estratégias para combater o assédio.

O sucesso deste treinamento foi ampliado pela colaboração de profissionais altamente qualificados, incluindo os facilitadores Aline Márcia, José Geneci (técnico em segurança do trabalho), Lucicleidson (Presidente da CIPAA), Mary Katlhen (Enfermeira da CCIH), Felipe Mourato (Enfermeiro do Trabalho) e Dr. Cícero Brasileiro (Médico do Trabalho), cujas contribuições foram fundamentais para o desenvolvimento e execução do programa.